Sessão Ordinária SESSÃO ORDINÁRIA 06/03/2018 / 19:30
PAUTA


ATA
ATA DA 4º. SESSÃO ORDINARIA

Ata da quarta sessão ordinária, realizada no dia seis (06) do mês de Março do ano de dois mil e dezoito (2018), após o nascimento de Cristo às dezenove horas e trinta minutos (19h30min), horários regimental, havendo quorum legal e contando com a presença dos Senhores Vereadores que assinaram o livro próprio de presença, a saber: Amarildo Pinto de Andrade, Erick Fernando de Oliveira, Gieverson José Rodrigues, João Batista de Andrade, José Lissoti e Patrícia Maria Deretti Rodrigues, o Senhor Presidente da Câmara Genival de Souza, declara em nome de Deus aberta a presente sessão, em seguida foi feita a leitura de um trecho da Bíblia Sagrada pelo nobre Vereador Erick Fernando de Oliveira e juntos fizeram a oração do Pai Nosso. PASSANDO AO PEQUENO EXPEDIENTE. Nesta oportunidade foi concedido espaço ao Senhor João Batista Pereira, secretário de finanças da prefeitura, que esclareceu aos Senhores Vereadores sobre o andamento das negociações referentes ao piso salarial dos professores e reposição dos demais servidores, a pedido do Senhor Vereador João batista de Andrade. PASSANDO AO EXPEDIENTE. Foi feita a leitura a Ata da sessão anterior, a qual foi aprovada pelos Vereadores presentes e as leituras das seguintes proposições: Projeto de Lei do Legislativo nº. 002/2018 Súmula: Autoriza o Poder Executivo Municipal a conceder um dia de folga ao servidor publico municipal no dia do seu aniversário e dá outras providencias, de autoria do Senhor Vereador Gieverson José Rodrigues; Requerimento nº. 006/2018 o qual requer do Poder Executivo Cópia do anexo referente à descriminação de cargos e funções das leis números 002 e 003/2006 que dispõe sobre a reestruturação do plano de cargos, carreiras e vencimentos dos servidores públicos do município de Rio Bom e dá outras providências bem como designe a disposição dos mesmos no site de transparência do Município, de autoria do Senhor Vereador João Batista de Andrade; PASSANDO AO USO DA PALAVRA. Com a palavra o Senhor Vereador Amarildo Pinto de Andrade; O qual explanou sobre o ônibus que leva o pessoal da saúde às cinco horas da manhã, que na sexta – feira, próximo aos Goes teve um problema com ônibus e por pouco não aconteceu o pior, ai então buscaram o mecânico o qual relatou que os parafusos estavam soltos, mas ele havia acabado de sair da oficina, então o Vereador pede para que o mecânico possa tomar mais cuidado, porque não pode um ônibus sair da oficina mal condicionado para viajar, que o José Carlos que ganhou a licitação possa estar verificando melhor e ainda era o ônibus da saúde. Salientou também sobre o Toninho de Santo Antônio, pois ele estava trabalhando na educação o concurso dele foi para carro leve, agora veio para cá trabalhar na saúde e ele não pode pegar ambulância e nem carro pesado, frisou que o Vereador perguntou para ele o porquê ele estava aqui e ele respondeu que falaram que iam pagar uma gratificação de 80% pra ele, mas que ele não quer, porque ele vem no carro dele e esta tendo muito gasto então vai levar prejuízo e o concurso dele era para a vaga de Santo Antônio e não Rio Bom. Mencionou também sobre um fato acontecido no distrito na sexta-feira uma pessoa acabou se machucando e o Vanderlei levou para Apucarana como já é de costume fazer sempre, mas o Vereador acha errado, pois ele tem que fazer o trajeto de Santo Antonio a Rio Bom porque de Rio Bom para frente quem tem que fazer é a saúde daqui, pois nessa ausência do Vanderlei no distrito machucou outro morador e precisou o motorista que estava aqui de plantão sair para buscar o paciente porque o motorista oficial de Santo Antônio havia levado o paciente até Arapongas, frisou que sabe que o problema do Senhor Antônio é um problema sério, mas tem que interligar Santo Antônio á Rio Bom, Rio Bom á Apucarana e não deixar o distrito sem motorista, porque se alguém se machucar até sair um motorista aqui para ir buscar, o paciente já morreu porque a estrada está em péssimas condições; Com a palavra o Senhor Vereador José Lissoti; O qual explanou sobre as palavras do Vereador João que questionou o Pereira dizendo que ele não falou que o Prefeito não iria pagar a folha de pagamento, mas falou sim, e várias vezes, inclusive está até registrado em Ata para quem quiser ver não foi nenhuma e nem duas vezes que o Vereador João falou isso, e se o gestor anterior não tivesse enfiado um monte de funcionário não estaria nessa situação, frisou que nem queria tocar nesse assunto, mas como o Vereador João tocou agora ele vai falar sim, talvez se o gestor anterior tivesse ganho a política não teria colocado tanta gente como colocou,mas como ele perdeu a política, para prejudicar a gestão atual ele fez isso, imagine se em 2020 faz a mesma coisa como vai ficar Rio Bom, vai ficar inadiministrável não vai mais existir Rio Bom, vai ter que acabar com o município; Com a palavra o Senhor Vereador Gieverson José Rodrigues; O qual teceu agradecimentos pois o Vereador na semana passada fez uma Indicação reivindicando as melhorias da estrada de Apucarana, falta tapar os buracos ele espera que seja feito essa semana, pois começou fazer na Rua Papa João XXIII descendo a praça e ele acha que essa semana vai mexer no mencionado local,relatou que isso é muito importante porque é um trecho que estava em péssimas condições e que o pessoal todo reclamava pois era o trecho mais ruim da cidade, então fica aqui o agradecimento pelo serviço. Explanou também que é muito importante o dialogo do Executivo com o Legislativo assim como a transparência do secretário que esteve aqui, pois às vezes vem um projeto como aquele do aumento do salário do Contador e do Advogado que inclusive o Vereador se posicionou contrário desde o principio, porque ele viu que estava errado, porque no momento em que o município se encontra um projeto daquele não era viável, mas se votássemos contra iriam colocar a culpa nos Vereadores que não iria sair as Autarquias por culpa dos Vereadores, que nós estaríamos prejudicando o Município, ai então ele se sentiu obrigado a votar para não levar a culpa de um erro que aconteceria se não criasse a Autarquia,mas agora gera outro problema futuro como disse o Secretário, ele espera que seja resolvido mas já impactou na folha prejudicando o município e também os outros funcionários ficam chateados com isso. Frisou também que o Vereador havia até comentado aqui com a Vereadora Patrícia a respeito do plano de carreira e ele também sempre se posicionou contrário às gratificações, não que ele seja contra o funcionário ganhar bem, ele é contra a gratificação porque a gratificação acaba sendo uma cabine de votos para poder manipular votos além do funcionário com trinta anos de serviço quando vai se aposentar se aposenta com o salário mínimo, isso é uma tristeza, então poderia fazer uma estratégia um planejamento bem feito sentar com os funcionários conversar com eles, frisou que sabe que não vai poder dar o mesmo reajuste, mas que se sentasse com esses funcionários e negociasse por cargo e setor assim como os motoristas da saúde ao invés de pagar 80% pague 50% de gratificação e desse o restante desse o reajuste, pois ai o resto seria para contribuição do INSS então iria acabar com esses conflitos de gratificação e melhorar demais a vida de cada funcionário, relatou que tinha funcionário que ganhava dois mil reais se aposentou com o salário mínimo com trinta anos de serviço e isso é uma tristeza, têm vários outros setores que também abaixaram as gratificações, então se chegassem conversassem com eles e fizesse uma proposta de pagar um reajuste no salário e o restante seria para pagar a contribuição salarial, frisou que isso é apenas um exemplo, o Vereador não fez nenhuma conta percentual essa forma seria uma forma transparente para ajudar essas famílias esses funcionários que teriam a mesma despesa, o mesmo impacto na folha de pagamento, mas eles teriam uma segurança melhor, tanto no caso de se encostar caso alguém machucasse por problema de saúde ou na questão da aposentadoria, relatou que não é uma coisa fácil, tem que ter um planejamento bem feito em longo prazo, mas é uma coisa que deveria ser bem pensada, analisada e futuramente ser implantada no Município seguindo o piso de cada categoria. Relatou que fizeram projeto para aumentar o salário do Contador e do Advogado, poderia ter dado como gratificação para eles e foi feito como reajuste. Explanou que divergências políticas sempre houve e haverá o importante é que pensamos em melhorar a condição de vida de cada cidadão de cada cidadã de nosso município, relatou que nunca foi contra a administração, ele é totalmente a favor que a administração de certo, mas por ter um pouco de conhecimento na área da administração, planejamento e contabilidade está vendo que estão tomando certos rumos que no final não vai dar certo, deveria existir um pouco mais de dialogo para ver se aquele projeto era viável ou não, ver o que poderia fazer de momento porque o dialogo a conversa cabe em qualquer administração não somente na pública. Explanou que na secretaria de obras deveria existir um planejamento para atender certinho o pessoal agendando o atendimento na zona rural, caso algum dia alguém venha questionar ou acontecer algo que não possa atender aquele morador agende novamente, ligue, de uma explicação, assim seria uma forma mais transparente mais fácil de trabalhar, talvez um pouquinho de planejamento fosse fazer uma diferença muito grande no atendimento da população. Citou que levou uma pessoa sábado no dentista em Apucarana, mas ele já sabia que ia perder a viagem, porque ele nunca ouviu falar que o dentista do Cisvir atende aos sábados, mas a pessoa veio aqui duas vezes na saúde perguntar e disseram a ela que podia ir no sábado que iria atender, mas quando chegaram ao CISVIR ficaram esperando, perderam a viagem, tudo por falta de planejamento e de informação da área da saúde; Com a palavra o Senhor Vereador João Batista de Andrade; O qual relatou que hoje é um dia muito importante porque tivemos pela primeira vez o secretário de finanças o Senhor João Pereira, pois Rio Bom precisa de pessoas como o secretário que chegue aqui e esclareça, porque tem pessoas que fogem de nós Vereadores até parece que vamos mordê-las e não é assim porque o Vereador é o primeiro que o povo procura para ver as dificuldades do município para conseguir resolver as coisas e levar até o Prefeito, então que o secretário possa vir mais vezes, pois apartir de nós ele irá estar por dentro do que esta acontecendo no município. Mencionou também a respeito do Toninho de Santo Antônio, pois quando houve o concurso fizemos questão de ter duas vagas para Santo Antônio e o Toninho era uma das vagas que passou o Vereador não sabe se é por perseguição política pegaram o rapaz do distrito e trouxeram para cá, um rapaz que atende a comunidade e agora sentem falta, então o Prefeito não toma as decisões e acaba chegando até nos Vereadores pois ficou no distrito dois funcionários e um carro novo para agora acontecer o que aconteceu com o rapaz. Mencionou que pediu também o direito de resposta na radia. A parte cedida ao Vereador Genival; O qual explanou que o diretor da radia mencionou que está à disposição dos Vereadores só irá marcar o dia, faltou ele assinar o oficio, mas o Vereador já tem uma cópia com ele. Novamente com a palavra o Senhor Vereador João o qual salientou também que pediu ao sindicato de Apucarana que viesse ao município que sentasse com os funcionários, pois o Carlinhos em todas as reuniões ele vinha aqui brigava juntamente com o sindicato pedindo o aumento dos funcionários da prefeitura, agora depois que ele se tornou secretário nem o piso dos professores ele conseguiu, um cara que todos os dias estava aqui em todas as reuniões agora não apareceu em nenhuma e vem com uma cara de pau dizendo que ele vem se ele quiser, se ele não quiser ele não vem é triste você ouvir isso de um secretário ainda mais da educação. Frisou que tem um ditado que diz que todo povo tem o governo que merece agora será que nosso Rio Bom merece essa administração, será que nosso povo tem que pagar esse ano de erro, porque será mais um ou dois anos tirando e descontando do funcionário pessoas que ganham um mil e duzentos reais tira duzentos trezentos de um pai de família será que a nossa população merece isso, merece um Prefeito que faz tudo por Decreto, ir a uma radia colocar a população contra o Vereador mandar dizer que vai mandar um projeto aqui para construção de um Centro de Eventos e ainda fala ai de nós se não aprovar, agora vai mandar do Centro de Eventos e dizer que somos loucos se não aprovar jogando nos contra a população por isso o Vereador pediu o direito de resposta na radia, porque esse Prefeito fala que a culpa é do outro não dele ele é o santinho não contratou ninguém, fez tudo certinho, vai ficar no município mais dois anos fazendo o povo padecer ai vem o Vereador José Lissoti falar para o Vereador que ele falou que ele não ia pagar a folha, o Vereador falou que ele ia quebrar o município porque pagar a folha ele tem que pagar porque se não pagar nós tiramos ele de la, somos Vereadores se ele não pagar a folha em cinco dias tiramos ele da cadeira que ele esta,então pagar ele tem que pagar, o que o Vereador falou era que ele ia quebrar e quebrou, está ai um ano o povo vai pagar pela má administração dele pois ele não teve controle, então se ele falou ele falou sobre quebrar o município e se ele não pagar nós tiramos ele pois vem dinheiro para pagar, não vamos deixar está tirando direito dos funcionários mas pagar a folha ele vai pagar pois somos Vereadores e estamos aqui para isso, agora e de competência nossa acompanhar essa readequação que ele terá que fazer para voltar o índice porque o Vereador vai ser cobrado e tem o compromisso de fiscalizar e fazer o índice voltar para que os outros não percam os direitos que são as coisas básicas que a população tem, então tira o direito do funcionário e quer tirar também da população isso é muito triste;Com a palavra o Senhor Vereador Genival de Souza ; O qual relatou sobre o oficio recebido do diretor da radia fez a leitura para conhecimento de todos, mencionou que ele nos atendeu prontamente e solicitou apenas que não faça política na radia, pois a radia não aceita fazer política, então cada um irá falar aquilo que acha que deve ser falado e que o Vereador está passando simplesmente o que ele sugeriu ao Vereador. Frisou que não está aqui para questionar a radia e nem ser questionado, mas muitas vezes ouviu dizer que nós Vereadores estamos atrapalhando a administração, frisou que esse comentário aconteceu no começo da administração, agora cabe a cada Vereador que for até a radia apresentar seu plano de trabalho, o que está fazendo para o município, trabalhando da melhor maneira possível e ajudando e não contra o município, pois esse é o objetivo de todos nós, explanou que ele mesmo sempre viu que o município iria enfrentar dificuldade, mas é igual nossa casa muitas vezes temos que cortar coisas do orçamento não tem outra maneira, tem que se adequar a algumas coisas, mas isso não cabe ao Vereador saber o que o Prefeito vai fazer, mas na realidade tem que ser tomado algumas medidas porque senão não vai caminhar e muitas vezes o remédio tem que ser amargo o importante é procurar uma luz no fim do túnel que possa resolver o problema e trazer fatos que melhorem, porque ai nós podemos chegar ao eleitor e falar sobre as providencias que estão tomando é isso que queremos, há muitos anos houve falar em promessas e promessas todo mundo faz, mas na hora de cumprir é difícil mesmo; PASSANDO A ORDEM DO DIA. Posto em segunda e ultima discussão e votação o Projeto de Lei nº. 002/2018, o qual foi aprovado com seis (06) votos a favor; Posto em primeira e única discussão e votação o Requerimento nº. 006/2018 o qual também foi aprovado com seis (06) votos a favor. PASSANDO AS EXPLICAÇÕES PESSOAIS. Com a mesma a Senhora Vereadora Patrícia Maria Deretti Rodrigues. A qual relatou que o sindicato sempre foi atuante no município inclusive há muito tempo atrás a Vereadora até fez parte, frisou que até admira agora o Vereador João na situação de oposição, pois na situação de situação ele nunca apoiou o sindicato, está certo que o sindicato passado era meio polêmico, mas teve vários processos inclusive administrativo, foi um sindicato polêmico mas sempre esteve aqui, é um sindicato que negocia e conversa não é um sindicato briguento como tínhamos a outra vez, explanou que está admirada com a cobrança do Vereador João pelo sindicato, sendo que no ano passado esse mesmo sindicato era mau visto aqui como se o município não estivesse querendo fazer a obrigação que tem com o funcionário. Frisou também que acha que o Vereador tem que mudar suas palavras, pois vive repetindo que cada administração tem o Prefeito que quer, e essa população queria esse Prefeito sim, tanto que teve duzentos votos de diferença e de tudo que o Pereira esclareceu até parece que o Vereador João não escutou que é uma administração que está tentando fazer, e não adianta falar que as outras não tiveram culpa, pois todas elas tiveram, uma tem culpa da outra e assim vai seguindo os erros, mas o sindicato sempre foi atuante aqui nunca foi aceito, mas agora pelo menos se negocia; E não havendo mais nada a ser tratado o Senhor Presidente da câmara Genival de Souza, agradeceu a presença de todos e declara encerrada a presente sessão, e eu Erick Fernando de Oliveira, segundo secretário, lavrei a presente Ata que depois de lida e achada conforme vai assinada.